31 de dezembro de 2016

Copo Cheio ...


"Muitas vezes, surgirá em nossa vida o tempo da travessia.
 Talvez ele nos esteja chamando agora.
 E nós, com medo de atravessar a rua, o que não deixa de ser natural, embora a travessia não deva ser indefinidamente adiada. Devemos perceber que, se não fizermos isso, a vida não muda, o passado não passa, a doença não tem cura, o tédio nos amarra na cama e frustação vira uma noite sem fim.

O momento da travessia é aquele em que precisamos avançar, porque estamos num rodamoinho de atitudes que sempre nos prendem aos mesmos lugares, que não suportamos mais. 
No tempo da travessia, é preciso ter a coragem para deixar na poeira do tempo aquilo que se tornou imprestável.
 Os nossos velhos pensamentos, as nossas teorias ultrapassadas, os nossos costumes obsoletos, os sentimentos pesados, que sobrecarregam nossos ombros. A culpa que nos paralisa. O medo que nos amarra. Os traumas da infância. A supervalorização do outro e o abandono de nós mesmos. O complexo de inferioridade, que vive sabotando a nossa felicidade. As mágoas que ainda choram dentro de nós. Os relacionamentos esgarçados pelo desamor. 

Uma boa estratégia para nos ajudar às mudanças é nos perguntarmos como desejamos estar daqui a um ano.

Peçamos a Deus inspiração para darmos o primeiro passo e coragem para encararmos as tempestades. Peçamos força e coragem para desapegarmos das nossas feridas. Amanhã, elas serão cicatrizes de alguém que ousou não ser mais o mesmo e apostou na própria felicidade!"


Fonte: José Carlos de Lucca.

16 de dezembro de 2016

A Depressão da almas antigas- depressão em tempo de recalibração por Noeli Naima


"Muitos têm sentido a mudança dos tempos. Tudo parece acontecer mais rápido, o tempo parece esvair-se de nossas mãos. Em um piscar de olhos já chegou o fim de semana, em um dia parecemos não darmos conta de tudo que gostaríamos de fazer.

Muito se tem discutido sobre a recalibração da raça humana e todos os seus sintomas, hoje vamos abordar os baixões, um tipo de depressão, uma desconexão com a velocidade dos acontecimentos.

O corpo, nosso animal é denso, e juntamente com o cérebro reptiliano – nosso instinto, aprenderam desde a mais tenra infância a criar mecanismos de segurança para o dia a dia, a mente, como um computador, vai arquivando tudo. Em Eras de grande transformação energética, as previsões dos antigos não eram para um grande apocalipse, mas para uma transformação na consciência humana.

As Almas Antigas, que pediram para estar aqui neste momento de transição da história humana, são as mais sensíveis a todas as influências entrantes, mudança no eixo da Terra, velocidade das frequências Schumann, chuvas solares, super luas, equinócios e solstícios.

Quando “adormecidos ” na matrix nos sentimos “fora” da natureza, mas pensem…80% da matéria que compõe nossos corpos é água. Adormecidos ou despertos, os astros movem o oceano em nós. Somos todos sensíveis aos ritmos da natureza, mas em tempos de grandes eventos meteorológicos, são as Almas Antigas que sentem a grandiosidade da mudança acontecendo nos bastidores sem poder muitas vezes, sequer falar disso, pois sabem que algo está acontecendo, algo está em dissonância, mas não sabem o que é.

As Almas Antigas são mais suscetíveis aos sintomas da recalibração. Um dos sintomas da recalibração menos comentados e polêmico é a depressão. Existem muitos tipos de depressão, e a causa é tão complexa como a psique humana, mas tenho acompanhado a uns 5 anos, muitas Almas Antigas que descrevem os mesmos sintomas de ” baixão” , que podem ser descritos como sintomas de uma depressão pela desarmonia súbita entre o corpo (denso) a mente ( centro lógico de comandos) e os desígnios da alma. (sutil e multidimensional) Vale a pena citar que com depressão nenhuma se deve tomar o tema superficialmente, e procurar ajuda e esclarecimento é fundamental, pois informação é sempre melhor que ficar no mundo da imaginação a sós com suas conclusões.

A depressão das Almas Antigas, não é de deixar catatônico e sem vontade de viver. Nem as depressões auto- obsessivas, ou maníaco-depressivos. A depressão das Almas Antigas é diferente, e mais ou menos sabemos não encaixar nos sintomas habituais das depressões clínicas, somos como antenas parabólicas tentando encontrar novos emissores de sinal, que por não chegarem mais de forma tridimensional, mas absolutamente multidimensionais, nos deixam perdidos, desorientados por períodos de tempo.

É um desconforto melancólico, uma falta de conexão com o momento, uma ressaca multidimensional, um peso de milhares de anos sobre os ombros. De tudo parecemos saber muito, e por saber muito e não saber porque, ou que fazer com isso, sentimos uma desorientação muito grande. Você já se sentiu assim? Como se tivesse uns 10.000 anos e cansado de tudo?

Mas ao mesmo tempo de bem com a vida, com o milagre da existência e sua própria….fragilidade? Uma vulnerabilidade dolorida e linda, um senso de respeito pela vida com outra profundidade. Uns dias de baixão e choro, memórias estranhas e escuras, outros dias de pura luz? Você já se auto-diagnosticou bipolar por isso? Pois paciência gente. Se a sua depressão se enquadra no acima descrito, enquanto as mudanças na malha magnética e cristalina da Terra estiverem acontecendo a essa velocidade, nos afeta a todos diretamente. Sem exceção. E é muito natural com o despertar de nossas ” piscinas” de memórias de tantas vidas e dimensões (Akasha), que nossos corpos e mentes no ” agora” ainda presos na matrix, se sintam extremamente desafiados com tudo. É cansativo para a mente lógica que classifica e compara tudo se acostumar com o desconhecido, com tudo que ” pode” acontecer, a mente quando não consegue classificar algo como “seguro” nos joga ao instinto de sobrevivência.

O cotidiano parece diferente, a mente e o bicho (nosso corpo) lutam para manter aquela sensação de segurança e começam a estressar nosso sistema nervoso. Ainda que o desconforto seja grande, precisamos manter o foco do porque estamos aqui durante estes acontecimentos na Terra. E buscar a integração com outras Almas Antigas. Procure a companhia de outras Almas Antigas, que compartam interesses parecidos com os seus, ou inspirem novos interesses em sua vida. Viemos conscientemente para ajudar a manter a massa crítica de LUZ para nossa transição a novos horizontes de evolução. Foi nossa eleição amados!

Hora de assumir nossa expansão da consciência. Tudo logo se estabilizará e já mais estáveis e recalibrados, caminharemos juntos Co- criando uma realidade de paz, luz prosperidade e fraternidade. Em dias de baixão, cultive sua conexão com a Fonte com muito carinho, uma prece, uma meditação, uma caminhada na natureza, um banho de mar ou de cachoeira, encontrar os amigos queridos e rir muito, abraçar alguém querido por longo tempo, comer algo delicioso…Rir, rir muito, faça uma seleção de vídeos de algum humorista que te faça rir e ria…rir alivia a pesadez. O amor próprio é o tema da nova era, e em momentos de baixão….

Vale a pena se amar e recordar quem somos:
 Partículas da Fonte em ação, experenciando a vida na Terra.
 Juntos somos fortes e luminosos, somos a âncora da virada da consciência humana, somos necessários na transição planetária. Reaja. Coloque sua blusa favorita, seu sapato multicor, vá no seu restaurante predileto, compre um livro novo, agende uma viagem… Continue seu caminho, um passo atrás do outro, o caminho vai se abrindo ao caminhar, não pare, não se entregue à escuridão, não se estagne.

A mente, Como qualquer outro mecanismo de experiência de realidade, acabará se acostumando com as novas possibilidades, novas pontes nascem no cérebro. Se você se permitir. E escolher sempre, conscientemente, pela LUZ em ti. É alimentando a LUZ que enfraquecemos os caminhos que a depressão se manifesta. Seja LUZ que mais LUZ vem,"
Autoria: Noeli Naima.
Fonte:https://osegredo.com.br/2016/07/depressao-das-almas-antigas-depressao-em-tempo-de-recalibracao/

As sete verdades do Bambú...


"Depois de uma grande tempestade, o menino que estava passando férias na casa do seu avô, o chamou para a varanda e falou:

Vovô corre aqui! Me explica como essa figueira, árvore frondosa e imensa, que precisava de quatro homens para balançar seu tronco se quebrou, caiu com o vento e com a chuva... este bambu é tão fraco e continua de pé?

Filho, o bambu permanece em pé porque teve a humildade de se curvar na hora da tempestade. A figueira quis enfrentar o vento. O bambu nos ensina sete coisas. Se você tiver a grandeza e a humildade dele, vai experimentar o triunfo da paz em seu coração.

A primeira verdade que o bambu nos ensina, e a mais importante, é a humildade diante dos problemas, das dificuldades. Eu não me curvo diante do problema e da dificuldade, mas diante daquele, o único, o princípio da paz, aquele que me chama, que é o Senhor.

Segunda verdade: o bambu cria raízes profundas. É muito difícil arrancar um bambu, pois o que ele tem para cima ele tem para baixo também. Você precisa aprofundar a cada dia suas raízes em Deus na oração.

Terceira verdade: Você já viu um pé de bambu sozinho? Apenas quando é novo, mas antes de crescer ele permite que nasça outros a seu lado (como no cooperativismo). Sabe que vai precisar deles. Eles estão sempre grudados uns nos outros, tanto que de longe parecem com uma árvore. Às vezes tentamos arrancar um bambu lá de dentro, cortamos e não conseguimos. Os animais mais frágeis vivem em bandos, para que desse modo se livrem dos predadores.

A quarta verdade que o bambu nos ensina é não criar galhos. Como tem a meta no alto e vive em moita, comunidade, o bambu não se permite criar galhos. Nós perdemos muito tempo na vida tentando proteger nossos galhos, coisas insignificantes que damos um valor inestimável. Para ganhar, é preciso perder tudo aquilo que nos impede de subirmos suavemente.

A quinta verdade é que o bambu é cheio de nós ( e não de eus ). Como ele é oco, sabe que se crescesse sem nós seria muito fraco. Os nós são os problemas e as dificuldades que superamos. Os nós são as pessoas que nos ajudam, aqueles que estão próximos e acabam sendo força nos momentos difíceis. Não devemos pedir a Deus que nos afaste dos problemas e dos sofrimentos. Eles são nossos melhores professores, se soubermos aprender com eles.

A sexta verdade é que o bambu é oco, vazio de si mesmo. Enquanto não nos esvaziarmos de tudo aquilo que nos preenche, que rouba nosso tempo, que tira nossa paz, não seremos felizes. Ser oco significa estar pronto para ser cheio do Espírito Santo.

Por fim, a sétima lição que o bambu nos dá é exatamente que ele só cresce para o alto. Ele busca as coisas do Alto."

Fonte: Flamma Veritas
Facebook.

11 de dezembro de 2016

O Mundo da Física Quântica: Tudo é Energia...


"Físicos prêmio Nobel provaram sem margem de dúvidas que o mundo físico é um grande mar de energia que pisca em milissegundos, repetidas vezes.
Nada é Sólido.

Este é o mundo da Física Quântica.

Eles provaram que os pensamentos é que colocam tudo junto e unem este campo de energia em constante mudança criando a “realidade” que vemos.

Então, por que vemos uma pessoa em vez de um aglomerado piscante de energia ?
Pense em um rolo de filme.

Um filme é uma coleção de aproximadamente 24 quadros por segundo. Cada quadro é separado por um intervalo. No entanto, por causa da velocidade com que um quadro substitui o outro, nossos olhos são enganados e pensamos que vemos uma imagem contínua e em movimento.

Pense na televisão.
Um tubo de TV é simplesmente um tubo com vários elétrons atingindo a tela de uma certa maneira, criando a ilusão de forma e movimento.

Isto é o que todos os objetos são de qualquer forma. O ser humano tem 5 sentidos físicos (visão, audição, tato, olfato e paladar).

Cada um desses sentidos tem um espectro específico (por exemplo, um cão ouve uma gama diferente de som do que o ser humano, uma serpente vê um espectro de luz diferente do que o ser humano e assim por diante).

Em outras palavras, o seu conjunto de sentidos percebe um mar de energia a partir de um certo ponto de vista limitado e forma uma imagem disto.

Ela não é completa, nem é precisa. É apenas uma interpretação.

Todas as nossas interpretações são baseadas unicamente no “mapa interno” da realidade que temos, e não na verdade real. Nosso “mapa” é resultado de experiências coletivas da nossa vida pessoal.

Nossos pensamentos estão ligados a essa energia invisível e eles determinam a forma que a energia vai assumir. Nossos pensamentos literalmente mudam o Universo de partícula em partícula para criar a vida física.

Olhe ao seu redor.

Tudo que você vê em nosso mundo físico começou como uma idéia, uma idéia que cresceu, que foi compartilhada e se manifestou, crescendo o suficiente até dar a ilusão de um objeto físico através de uma série de etapas.

Nós literalmente nos tornamos a maioria do que pensamos.

Sua vida se torna a maioria do que você imaginou e acreditou.

O mundo é literalmente seu espelho, permitindo-lhe experimentar no plano físico o que você pensa, sente e mantem como sua verdade… Até você alterá-la.

A física quântica nos mostra que o mundo não é a coisa rígida e imutável que parece ser. Em vez disso, é um lugar que está fluido continuamente, construído através dos nossos pensamentos individuais e coletivos.

O que nós pensamos na verdade é realmente uma ilusão, quase como um truque de mágica.

Felizmente nós começamos a descobrir esta ilusão e mais importante, como mudar isto.

O seu corpo é feito do que ?
Nove sistemas compreendem o corpo humano, incluindo o circulatório, digestivo, endócrino, muscular, nervoso, reprodutivo, respiratório, esquelético e urinário.

Que são compostos do que ?
De tecidos e órgãos.

Os tecidos e órgãos são feitos do que ?
células.

As células são feitas do que ?
Moléculas.

As moléculas são feitas do que?
Átomos.

Os átomos são feitos do que ?
Partículas sub-atômicas.

As partículas subatômicas são feitas do que ?
Energia !

Você e eu somos a luz pura da energia em sua configuração mais bonita e inteligente. A energia que está mudando constantemente sob a superfície e você controla tudo isso com sua poderosa mente.

Você é um grande e poderoso ser humano estelar.

Se você pudesse se enxergar sob um poderoso microscópio eletrônico e realizar alguns experimentos em si mesmo, você poderia ver que é composto de um conjunto de energia em constante mudança na forma de elétrons, nêutrons, fótons e assim por diante.

Assim como é tudo em torno de você.
 A física quântica nos diz que é o ato de observar um objeto que faz com que ele esteja lá e passa a existir assim que começamos a observá-lo.

Um objeto não existe independentemente do seu observador ! Então, como você pode ver a sua observação, a sua atenção para alguma coisa, e sua intenção, literalmente cria essa coisa.

Isto é científico e comprovado.

O seu mundo é feito de espírito, mente e corpo.

Cada um desses três, espírito, mente e corpo, tem uma função que é única para ele e não compartilhada com o outro. O que você vê com os seus olhos e experimenta com o seu corpo é o mundo físico com o que chamamos de corpo. O corpo é um efeito, criado por uma causa.

Esta causa é o pensamento.

O corpo não pode criar. 
Ele só pode experimentar e ser experimentado… Que é a sua função original.

O pensamento não pode experimentar… 
O que ele pode fazer é criar e interpretar. Ele precisa de um mundo de relatividade (o mundo físico do corpo) para experimentar em si.

O espírito é o Tudo O Que É, o que dá vida ao pensamento e ao corpo.

O corpo não tem o poder de criar, ainda que de a ilusão de poder fazê-lo. 
Essa ilusão é a causa de muita frustração.
 O Corpo é puramente um efeito, mas não tem o poder de provocar ou criar.

A chave de toda esta informação é você aprender a ver o Universo de forma diferente de como você o ve agora, para que possa manifestar tudo o que você realmente deseja."

Autor:©John Assaraf
Fonte:https://portal2013br.wordpress.com/2015/07/27/o-mundo-da-fisica-quantica-tudo-e-energia/

29 de novembro de 2016

Toda Negatividade é uma Resistência por Eckhart Tolle


"Toda resistência interior é vivenciada como uma negatividade. Toda negatividade é uma resistência. Nesse contexto, as duas palavras são quase sinônimas. A negatividade vai de uma irritação ou impaciência a uma raiva furiosa, de um humor deprimido ou um ressentimento a um desespero suicida. Às vezes, a resistência faz disparar o sofrimento emocional, caso em que mesmo uma situação banal pode produzir uma negatividade intensa, como a raiva, a depressão ou um profundo pesar.

O ego acredita que, através da negatividade, pode manipular a realidade e conseguir o que deseja. Acredita que, através dela, pode atrair uma circunstância desejável ou dissolver uma indesejável. Sempre que estamos infelizes, acreditamos inconscientemente que a infelicidade “compra” para nós o que queremos.

Se “você” – a mente – não acreditou que a infelicidade funciona, por que a criaria? O fato é que essa negatividade não funciona. Em vez de atrair uma circunstância desejável, ela a interrompe ao nascer. Em vez de desfazer uma circunstância indesejável, ela a mantém no lugar. Sua única utilidade é que ela fortalece o ego, e essa é a razão pela qual ele a adora.

Uma vez que você tenha se identificado com alguma forma de negatividade, não vai querer que ela desapareça e, em um nível inconsciente mais profundo, não vai desejar uma mudança positiva. Ela iria ameaçar a sua identidade como uma pessoa depressiva, zangada ou difícil de lidar. Você então passa a ignorar, negar ou sabotar aquilo que é positivo em sua vida. É um fenômeno comum. E também doentio.

A negatividade é completamente antinatural. É um poluente psíquico e existe um vínculo profundo entre o envenenamento e a destruição da natureza e a grande negatividade que vem sendo acumulada na psique coletiva humana. Nenhuma outra forma de vida no planeta conhece a negatividade, somente os seres humanos, assim como nenhuma outra forma de vida violenta e envenena a Terra que a sustenta. Você já viu uma flor infeliz ou um carvalho estressado? Já cruzou com um golfinho deprimido, um sapo com problemas de autoestima, um gato que não consegue relaxar, ou um pássaro com ódio e ressentimento? Os únicos animais que eventualmente vivenciam alguma coisa semelhante à negatividade, ou mostram sinais de comportamento neurótico, são os que vivem em contato íntimo com os seres humanos e assim se ligam à mente humana e à insanidade deles.

Observe as plantas e animais, aprenda com eles a aceitar aquilo que É. Deixe que eles lhe ensinem o que é Ser, o que é integridade, estar em Unidade, ser você mesmo, ser verdadeiro. Aprenda como viver e como morrer, e como não fazer do viver e do morrer um problema."

Eckhart Tolle em O Poder do Agora
Fonte: http://despertarcoletivo.com/toda-negatividade-e-uma-resistencia/

20 de novembro de 2016

As 8 Chaves da Paz por Sri Prem Baba

"A paz é a mais elevada das virtudes. É o anseio secreto de todos os seres. Ela é uma profunda aceitação daquilo que é. É não se opor a nada ou ninguém. A paz brota da entrega: você entrega todos os seus problemas à Deus e deixa que o fluxo da vida a leve. Entregar significa não pensar mais a respeito. Você relaxa e sente autoconfiança. Para isso, é preciso abrir mão do controle. A paz, portanto, nasce de um profundo confiar.
Olhando para trás, revendo a minha história pessoal, vejo que a minha busca pela paz começou quando ainda era muito jovem. Antes mesmo da adolescência, entrei numa escola de conhecimentos espirituais. Certa vez, um professor disse: “As pessoas se autodenominam humanas, mas na verdade, são humanóides – criaturas com cérebro grande e duas pernas que se passam por seres humanos. Na condição atual as pessoas são incapazes de perceber o que realmente precisam. Acreditam que serão felizes se obtiverem este ou aquele objeto ou título, mas toda essa ganância somente mostra que são ainda muito imaturos para entenderem que a verdadeira felicidade somente nasce da paz no coração e na mente.” Quando eu ouvi isso, pensei: “Será que ele está se referindo a mim?”

Até aquele ponto, tudo indicava que a paz poderia ser atingida somente através do domínio sobre a matéria. E, de repente, ouvir essa devastadora crítica sobre a humanidade, e perceber nas profundezas do meu coração que isso era verdade, foi como um nocaute. Mas, esse ensinamento abriu as portas da verdade para mim.

Eu pude perceber que a vida frequentemente se resumia em uma eterna tentativa de forçar o outro a nos amar, e que podemos desperdiçar uma vida inteira nessa busca inútil. Uma vez que, no mais profundo, você sabe que amor forçado não é amor, facilmente você encontra razões para lamentar que não é amado. Com isso, você se distrai e se desvia ainda mais do objetivo de atingir a paz interior.

Eu compreendi que a paz duradoura somente pode ser alcançada quando você se liberta da necessidade de receber amor exclusivo, pois esta é a fonte de todo o sofrimento. Eu diria que essa é a principal doença da humanidade. Daí nasce o pensar compulsivo e todos os outros desdobramentos. O sofrimento é o principal enigma da humanidade. Este é o principal desafio: como superar o sofrimento? Como superar a dor em todas as suas manifestações? Em outras palavras, como alcançar a paz?

Através da minha experiência, no trilhar do Caminho do Coração, eu descobri algumas chaves que abrem as portas para o despertar da paz interior, as quais eu compartilho com você agora:

Primeira chave: Silêncio.
O silêncio é uma forma de bater na porta do salão da verdade. Ele é a base que te prepara para qualquer prática; é o alicerce do edifício da consciência. Tudo que é belo e verdadeiro nasce do silêncio.

Um instante de silêncio é suficiente para exorcizar todos os demônios, porque os demônios são os pensamentos. Se existe um pensamento compulsivo constantemente assombrando a sua mente, é porque você deu muita atenção a ele, ou seja, você o alimentou acreditando nele. Mas, ao aquietar a mente, todos os fantasmas desaparecem. Não importa quão antiga seja a escuridão, uma pequena fresta de luz dissipa toda escuridão porque ela é somente a ausência de luz. O silêncio invoca a luz. Quando a mente se acalma, tudo se acalma.

O preço para a realização espiritual é a solidão. Em algum momento você vai ter que encarar a si próprio. Por isso é fundamental aprender a ficar sozinho e em silêncio. Você também pode chamar esta prática de meditação. Mas, eu não quero que você se perca no labirinto das idéias e conceitos, na ginástica do intelecto. Permita-se apenas ficar retirado e em silêncio, observando a grama crescer. Abandone toda a pressa e todo o desejo de chegar a algum lugar. Feche os olhos e focalize no ponto entre as sobrancelhas. Brinque de cultivar o silêncio.

Segunda chave: Verdade.
Falar a verdade não quer dizer que você vai sair por aí dizendo aos outros tudo o que pensa ser verdade, desconsiderando o fato do outro não estar pronto para ouvi-la, o que pode gerar mais conflito, mais guerra. Seguir a verdade significa ouvir o chamado do seu coração.

Se ainda há desconforto e sofrimento na sua vida, significa que ainda há uma camada de mentira te envolvendo. Seja corajoso para encarar suas mentiras. Sem coragem você não será capaz de encarar a verdade. Procure identificar quando você ainda não pode ser honesto com você mesmo e com a vida; quando você tem que usar uma máscara e não pode ser autêntico e espontâneo; quando você tem que fingir que é diferente do que é. Dê uma olhada nas diversas áreas da sua vida. Você terá algum trabalho, mas é um bom trabalho. Lembre-se que “a verdade vos libertará”.

Terceira chave: Ação Correta.
Isso não tem nada a ver com moralismo. A ação correta, ou ação consciente, não se baseia no que está fora, ou seja, não depende da aprovação do mundo externo. Não é seguir um manual com regras sobre o que está certo ou errado. É uma ação determinada pela intuição, que é a voz do silêncio. É ter coragem de ser você mesmo, autêntico e espontâneo. Agir conscientemente significa colocar o amor em movimento, ou seja, trilhar o Caminho do Coração.

Quarta chave: Não Violência.
A não violência é a ação sem ego. É a atitude não contaminada pela vingança e pelo ódio. É não dar passagem para a maldade que provoca sofrimento no outro, não importa em qual nível.

A não violência ou ahimsa, como é conhecida na tradição do hinduísmo, não é cruzar os braços e ficar esperando que as coisas aconteçam. Ela, muitas vezes, envolve ação, atitude. Mas, é uma ação que nasce do coração – é espontânea e sempre vem com sabedoria e compaixão. Não é o ódio ou o medo se manifestando.

Eu mesmo já questionei o poder de ahimsa. Parece que só deu certo com Gandhi, na Índia. Mas, não é verdade. Ahimsa é o remédio que esse planeta precisa. A compaixão é o remédio e ahimsa é compaixão.

Quinta chave: Amor Consciente
Eu uso esta palavra ‘consciente’, porque a palavra amor foi degenerada. Nós demos a ela tantos outros significados que não têm nada a ver com a sua essência. Para o senso comum, o amor está ligado ao egoísmo, a uma satisfação pessoal. Ele é confundido com a paixão, com o sexo e até mesmo com o ódio. Isso acontece de uma forma inconsciente: a entidade acredita estar amando porque não tem consciência do que é amor.

Não é possível definir o amor com palavras, mas eu posso dizer que amar inclui um desejo sincero de que o outro seja feliz. Inclui ver o potencial adormecido no outro e dar força para ele acordar. É querer ver o outro feliz sem querer absolutamente nada em troca. Em última instância, amar conscientemente significa amar desinteressadamente.

Mas, para que possa utilizar essa chave se faz necessário que você reconheça o seu desamor. Procure identificar em quais situações e com quem você ainda não pode ser amoroso. Aonde e com quem o seu amor não flui livremente? Em que situações o seu coração se fecha? Aí há uma pista para você. Vá atrás dessa pista e você descobrirá muito sobre si mesmo. Essa é uma forma de trazer paz para esse mundo: aprendendo a ser amigo do seu irmão; amigo do seu vizinho. Aprender a não julgar os erros do outro. Antes de levantar o seu dedo para acusar o outro, olhe para si mesmo, e pergunte: “Será que eu não tenho um defeito igual, ou outros até piores?” “Será que o meu vizinho não tem nada de bom para eu focar a minha atenção?” Comece a focar no bom que o outro tem. Essa é sua grande missão.

Sexta chave: Presença.
Estar presente significa estar total na ação. É lembrar-se de si mesmo a cada instante. Quando você pode experienciar a presença, a sua energia cresce e você percebe o amor passando por você. Se puder sustentar esse estado de alerta, você terá a percepção de que tudo é sagrado, e a partir dessa percepção, poderá expandir sua energia conscientemente na direção do outro.

Eu sugiro uma prática bem simples para o seu dia a dia. Habitue-se a perguntar: Onde estou? O que estou fazendo? Permita-se parar, apenas por alguns segundos, absolutamente tudo o que você está fazendo. No meio da ação, pare e pergunte-se: Quem está fazendo? Assim você interrompe a imaginação e volta para o seu corpo, para a presença, para a totalidade na ação. Esse é o caminho.

A presença é a chave mestra. Mas, porque não vamos diretamente para ela? Porque nem todos estão prontos para usufruir dela. Poucos estão maduros para abandonar o pensar compulsivo, já que isso lhes dá um senso de identidade. Então, em muitos casos, é necessário um trabalho de purificação, que é este trabalho de transformação do “eu inferior”, para que você esteja pronto para ancorar a presença. Para isso, o corpo é o portal. Sinta-se ocupando o corpo. Sinta seu campo de energia e mova-se a partir dessa percepção.

Sétima chave: Serviço Desinteressado.
Servir desinteressadamente significa colocar seus dons e talentos a serviço do amor. É quando você pode se doar verdadeiramente ao outro, sem máscaras, sem necessidade de agradar ou fazer o que é certo com a intenção de ser recompensado. O único objetivo é ver o outro bilhar. Você se torna o amor que se move em direção à construção.

Acordar pela manhã, consciente de que está acordando para servir, ilumina a alegria de viver. Naturalmente, a consciência do serviço aumenta a conexão com o divino, porque, por mais que cada um tenha seus talentos e dons individuais, ou seja, uma forma particular na qual o amor se expressa através de você – é o próprio amor que está se expressando. No serviço, você se torna um canal do amor. Por isso, eu digo que o serviço é uma forma de manter a chama da conexão acesa. O amor e a felicidade passam por você para chegar ao outro, não importa o que você esteja fazendo, se está cuidando do jardim, construindo uma casa, cozinhando, cuidando de uma empresa ou de uma pessoa.

Oitava chave: Lembrança Constante de Deus.
Lembre-se de que Deus está em tudo: dentro, acima, abaixo, dos lados – em todos os lugares. Ele é a vida única que age em todos os corpos e é o seu Eu Real. Essa percepção de que tudo é Um e de que a energia espiritual se manifesta em todas as formas de vida, promove um profundo contentamento. Não há palavras para descrever essa experiência, ela só pode ser vivida. A sua vida se transforma numa prece, numa oferenda a Deus. Pode passar um tsunami, mas você não se esquece de Deus. Pouco a pouco, a sua fé se torna constante e inabalável, até que possa sustentar a eterna conexão com Deus.

A partir dessa conexão, você olha para o outro e enxerga além das aparências, porque você vê somente Deus e assim pode reverenciá-lo. Este é um sincero namaste: a divindade que está em mim saúda a divindade que está em ti.

Se verdadeiramente utilizar essas oito chaves na sua vida, inevitavelmente você irá experienciar a paz. Essa é a minha experiência.

Durante a fase do desenvolvimento da consciência que eu chamo de “ABC da Espiritualidade” ou purificação do “eu inferior”, muitas vezes, descobrimos verdades pouco agradáveis sobre nós mesmos. Durante esse processo, enfrentamos obstáculos que precisam ser removidos. Aos poucos, nós aprendemos a identificá-los e removê-los e, ao removermos aquilo que não nos serve mais, podemos nos tornar canais do amor divino, para que ele flua livremente através de nós."

(Trecho extraído do livro “Transitando do Sofrimento para a Alegria” de Sri Prem Baba)

17 de novembro de 2016

6 Chaves Para Fazer a Transição Para a Nova Terra... Por: Jeff Street



"Olhe em sua volta. A grande mudança na consciência da humanidade atingiu a massa crítica e passou do ponto de não retorno. Tem crescido lenta, mas seguramente e agora está prestes a entrar em alta velocidade. Os próximos dez anos serão um período de enorme mudança e talvez mais um pouco de turbulência. Pense nisto como o processo da humanidade indo para o trabalho, uma vez que começa a nascer a realidade de uma nova Terra.

Neste artigo, eu ofereço o que considero as seis chaves para bem e com sucesso fazer a transição para a Nova Terra e tornar-se um membro fundador de uma nova era maravilhosa da humanidade. Antes de mergulhar no conselho prático que eu tenho para oferecer, vou explorar brevemente a mudança que está em andamento.

Como sempre, meus artigos são simplesmente minha perspectiva que ofereço no espírito de descoberta e de capacitação. Pegue o que ressoa com você e deixe o resto para trás.

A Mudança e a Ascensão da Humanidade

A Terra e todo o nosso Sistema Solar está sendo banhado por energias cósmicas poderosas fazendo com que a frequência (Schumann) base do planeta e tudo nele se eleve. A Terra fez a transição da 3ª para a 4ª dimensão e continua a se deslocar lentamente para a 5ª dimensão. Esta energia está provocando despertar e mudanças na consciência das pessoas em todo o mundo. Conforme a nossa consciência muda para as perspectivas mais elevadas, estamos começando a dar os primeiros passos de bebê para transcender este reino de dualidade e separação.

Mesmo que a consciência coletiva da humanidade esteja crescendo, muitos ainda permanecem bloqueados na consciência da 3ª dimensão. Este nível de consciência se concentra em diferenças, separação e limitação e se expressa como medo, auto serviço e comportamentos e mentalidades controladoras de cão come cão, nós contra eles. O resultado final dos quais é a criação de um mundo caracterizado pela disputa, conflito e sofrimento.

Aqueles que se libertarem da consciência de 3ª dimensão terão o prazer de experimentar o nascimento e crescimento de uma nova era maravilhosa para a humanidade, caracterizada pela cooperação, harmonia, paz e prosperidade para todos. A chave para participar desta nova realidade na Terra é alcançar e manter níveis elevados de consciência.

O Que Esperar Durante o Período de Transição

Você pode esperar que estes tempos serão um período de revelações e mudanças sem precedentes. Muitas revelações e divulgações surpreendentes e até perturbadoras vão se desenvolver. Estas revelações incluem as manipulações econômicas e geopolíticas, as fraudes do sistema bancário global, a presença e segredo sobre OVNI/ET e tecnologias ocultas relacionadas, bem como a supressão da tecnologia de energia livre e outras tecnologias importantes e muito mais. Muitos poderão ficar chocados e irritados com as mentiras que lhes ensinaram.

Pode haver alguma turbulência conforme o fundamento das crenças das pessoas forem abaladas até o núcleo e os ventos da mudança começarem a balançar nossas instituições e sistemas existentes. Quão extensa essa turbulência vai ser é impossível prever, mas uma coisa é certa, o seu estado de consciência vai determinar e também a medida em que você se envolver nela.

Dois mundos, um Campo de Jogo

Ao contrário do que algumas pessoas acreditam sobre a mudança interdimensional da Terra da 3ª para a 4ª dimensão, aqueles que permanecerem na consciência da 3ª dimensão não desaparecerão da nossa realidade da 4ª dimensão da Terra. Nós todos permaneceremos visíveis uns aos outros e vamos todos parecer estar no mesmo campo de jogo.

Apesar das aparências, vai ser mais como dois mundos separados coexistindo no mesmo espaço. A consciência da 3ª dimensão vai desaparecer com a a queda do velho mundo e suas mentalidades e isto será testemunhado por aqueles de nós que fomos além da consciência da 3ª dimensão. Aqueles que permanecerem presos na consciência da 3ª dimensão não só vão testemunhar esta queda, mas vão experimentá-la diretamente e também alguns de seus desagradáveis resultados. Ao mesmo tempo, aqueles que transcenderam a consciência da 3ª dimensão estarão experimentando o nascimento de um novo mundo maravilhoso e qualquer desconforto não será experimentado por eles.

Os 6 Chaves Para Fazer a Mudança Com Sucesso

Muitos de nós estamos bem em nosso caminho para transcender a consciência da 3ª dimensão e nos liberar das muitas crenças antiquadas e limitantes, emoções negativas enterradas e medos, outros ainda têm algum trabalho a fazer. Nos tempos difíceis à frente, existem potenciais obstáculos que podem desafiar alguns de nós e causar um retrocesso. Aqui estão seis coisas que podemos fazer para evitar estes obstáculos e permanecer no caminho para nos tornarmos um membro fundador da nova Terra.

1 – Libere Sua Bagagem Emocional

Toda alma que escolheu ter uma experiência humana sabia que pensaria estar separada da Fonte divina, que o jogo na Terra implicava em passar por algumas experiências emocionais dolorosas. Para lidar com isso, muitos de nós têm grande quantidade de dor emocional profundamente enterrada, dor que temos acumulado não só desta vida, mas de muitas outras.

Uma parte integrante do processo de despertar e mudança de consciência que está varrendo toda a humanidade é o surgimento de nossas emoções profundamente enterradas. Este surgimento de emoções, embora doloroso e perturbador, às vezes nos dá a oportunidade de abordar e liberar as emoções, bem como perdoar todos os envolvidos, incluindo nós mesmos.

Estas emoções enterradas são energias de frequência baixa (negativas), presas dentro do campo de energia do seu corpo. Como a frequência base da Terra e tudo sobre ela está aumentando, estas emoções presas o mantêm firmemente ancorado na realidade da 3ª dimensão da Terra e vão continuar afetando negativamente a sua saúde física. Se não for curada acabará por conduzir ao fim do seu tempo de jogo na Terra.

Outro problema relacionado com a bagagem emocional não liberada é que ela irá acionar a manifestação do aumento de adversidades em sua vida. Por causa das frequências base acrescidas de qualquer coisa em nossa realidade, a manifestação está se acelerando. Agora, mais do que nunca qualquer energia emocional negativa reprimida é uma força poderosa de manifestação que vai atrair a adversidade para a sua vida.

Podemos ver esta adversidade acontecendo todos os dias. Toda a nossa bagagem emocional está vindo à tona e sendo liberada, dando a aparência de que o mundo está piorando em vez de melhorar. É um bom sinal, porque quando tudo estiver limpo em nossas vidas, o mundo vai começar a melhorar e se tornar muito mais harmonioso.

Em última análise, você não vai completar a transição para a 4ª dimensão superior da Terra sem liberar toda a sua bagagem emocional. Você simplesmente não pode ficar na nova Terra se não liberar toda a sua bagagem emocional. É a energia de frequência inferior que irá mantê-lo ancorado na 3ª dimensão.

Aqui está um ótimo artigo do autor espiritual mundialmente famoso Deepak Chopra, “Como Liberar o Passado e Retornar ao Amor“. Ou considere antes a leitura deste livro, “O Código da Emoção: Como liberar suas emoções Presas” do Dr. Bradley Nelson.

2 – Mantenha a Neutralidade Sagrada

Lembre-se da importância da neutralidade sagrada. Encontre uma maneira de não ser arrastado para a negatividade que é galopante em nosso mundo. Existe uma abundância de pessoas cuja consciência ainda está vivendo no medo e na negatividade e não se expandiu. Pior ainda, este medo e negatividade está sendo incentivado por alguns com uma agenda de auto serviço. Existe um pequeno grupo de pessoas da elite à espreita nas partes sombrias do nosso governo, corporações e no complexo militar/industrial, que querem manter o seu poder e controle a todo o custo.

Tente não se envolver em confusão, desordem e bobagens que podem surgir conforme o velho sistema começa a desmoronar. Fique ligado à Terra e separado do caos, enquanto vê o drama sendo jogado para fora, enquanto você continua sendo um exemplo vivo de um novo nível de consciência. Não se deixe arrastar para a briga e drama daqueles que não querem deixar ir as velhas formas do velho mundo. Não se deixe arrastar para o drama das pessoas bem-intencionadas que estão indignadas com as revelações perturbadoras, ou as ações dos outros que se permitem ser envolvidos no drama. Esta é a SUA escolha. Permaneça em seu caminho mais elevado.

Fique centrado em sua consciência elevada e mantenha o drama sob controle. Fique fora da briga e concentre sua energia em manter sua perspectiva elevada. Concentre sua energia em ser um exemplo brilhante da nova consciência. Concentre sua energia em demonstrar isto na sua empresa e em sua comunidade local. Faça o que puder, mesmo que pequeno, para contribuir com a criação do novo paradigma onde quer que esteja, em sua empresa, sua comunidade, sua família.

Não importa o que acontece, se esforce para manter a calma e permanecer neutro, seja o “olho no centro do furacão” com as tempestades do mundo ao seu redor. Faça todos os esforços para não se envolver no drama, mesmo que coisas terríveis aconteçam. Se envolver só fornece energia para tornar pior. Permaneça centrado em sua perspectiva, princípios e ideais mais elevados.

Evite a tentação de julgar ou condenar os envolvidos no drama, em ambos os lados, como bons ou maus, independentemente se suas ações parecem justificadas ou não. Julgamento e condenação não servem para curar estas situações, eles podem sempre apenas sustentá-los ou torná-los pior.

Seja um exemplo vivo da neutralidade sagrada, calma, positiva, não julgamento e amor em face da tempestade. Seu exemplo será de grande ajuda para todos aqueles que estão lutando e sendo arrastados para o medo e a negatividade. Humilde e silenciosamente compartilhe do seu coração a perspectiva sobre a imagem maior se alguém perguntar como você está mantendo esta calma, esta estabilidade, com uma perspectiva positiva. Isto será de grande utilidade para o mundo nos próximos tempos.

Esforce-se para manter tudo isto em perspectiva. Lembre-se que esta é a viagem e a aventura que sua alma escolheu. Mesmo se agora você não se lembra porque, existe certamente uma razão pela sua escolha, por tudo o que nós escolhemos. Os desafios que enfrentamos podem ser vistos como o caos inesperado e levarem a sentimentos de desespero, ou eles podem ser vistos como o esperado e necessário catalisador para o nosso crescimento espiritual individual e coletivo, o que leva a sentimentos de alegria conforme nós alcançarmos novos níveis de compreensão e consciência.

3 – Envie Amor Incondicional e Perdão a Todos os Envolvidos

À medida que começarmos a testemunhar a queda do velho mundo e o caos que pode surgir conforme a consciência da 3ª dimensão é descartada, é imperativo que nós enviemos a todos os envolvidos amor incondicional e perdão. Envie para os espectadores inocentes, envie para aqueles que você pode ver como não iluminados que se deixaram ficar presos nela e até mesmo envie para aqueles que você pode ver como em auto serviço ou os escuros que podem ter sido os instigadores.

Conforme você observa o mundo em conflito e violência, lembre-se de seus princípios e valores fundamentais. Em vez de reagir com julgamento e condenação, escolha conscientemente responder com amor e perdão. Perdoe todos os envolvidos e envie todo o amor e cura que você pode para eles. Faça isto da maneira que você sabe, de qualquer forma que ressoa com você, mas faça. O perdão incondicional e o amor é o segredo que tem o poder de curar o mundo inteiro ! Cristo sabia disso, Martin Luther King Jr. sabia disso, Buda sabia disso e nós sabemos disso.

4 – Aceite Que o Velho Sistema Vai Cair e se Concentre na Criação do Novo
Nós estamos criando um novo mundo, um novo paradigma. Como parte deste processo, a maior parte do antigo vai cair. Mas o que vai brotar em seu lugar são as coisas que estamos criando a partir da base. Não fique muito preocupado com a queda do velho. Ele deve murchar e morrer para dar espaço ao novo.

Como as plantas que crescem em seu jardim, quando vem o tempo da queda elas murcham e morrem, depois apodrecem no chão, mas elas enriquecem o solo. Desaparecem dando espaço para o crescimento do novo. Na primavera, surgem os novos brotos de mudas. Nós somos as mudas, as sementes do novo mundo estão sendo semeadas por nós.

Concentre-se no maravilhoso jardim que vamos criar juntos, o novo paradigma que estamos criando. Se as sementes que caíram gastarem toda a sua energia tentando parar os seus semelhantes definhando e morrendo, elas podem muito bem se esgotar e serem incapazes de brotar na primavera seguinte.

5 – Mantenha a Visão Mais Elevada de Uma Mudança Suave e Eficiente

Mesmo que o período de transição provavelmente inclua alguma turbulência, sua extensão é de forma imutável. Não caia na armadilha de imaginar o pior resultado. Você é um criador e está ajudando a cocriar a nova realidade com seus pensamentos, por isto certifique-se firmemente de vislumbrar apenas os melhores resultados para todos os envolvidos e confie em estar vivendo plenamente isto na nova consciência que nenhuma turbulência vai afetar você.

6 – Demonstre o Caminho Superior Através de Simples Atos de Bondade

A bondade é a única coisa acima de tudo que nos levará para o próximo nível. A bondade é a sua ajuda, suporte, palavras e ações edificantes. A bondade é demonstrada pela expressão das qualidades divinas de aceitação, permissão, não julgamento, perdão e compaixão, é talvez a chave mais importante para fazer a mudança para a nova Terra.

O mundo não precisa de mais inteligência, ele precisa de mais gentileza. Simples atos de bondade são a força que farão nascer nosso novo mundo e garantir o seu lugar nele. Banhe tudo e todos com gentileza e veja a mágica acontecer !

Nascimento da Nova Terra

Grandes mudanças estão se aproximando rapidamente que vão anunciar a chegada da nova era. Quando as crenças, instituições e sistemas do velho paradigma começarem a tremer, se desintegrar ou se transformar radicalmente ao nosso redor, fique sem hesitação centrado em sua nova consciência, que você irá se juntar com sucesso a nova Terra e participar da nova era da humanidade.

Que cada um de nós seja o exemplo vivo de que esta nova era está aterrada. Deixe que a aceitação, permissão, não julgamento, perdão, compaixão, amor e bondade guiem o caminho para a manifestação de uma nova era maravilhosa, onde a cooperação, harmonia, paz e prosperidade para todos vai florescer !
Todos por UM e UM por todos !"

Jeff Street
Fonte:https://cidapereira01.wordpress.com/category/mudancas-energeticas/

O Fantástico clube dos intensos por Esther Chaves



"Prazer, nasci com a alma transbordante.

Sinto tudo derramando, e não sei explicar porquê acontece e se há algum remédio para isso.

Se houver cura, dispenso. As coisas normais não me atiçam. Não me aceleram. Não me continuam.

Preciso da sofisticação do que é aparentemente simples. Do abraço da brisa nos poros. Dos respingos do sol adornando a tarde. Da carícia na ponta dos dedos, da massagem demorada nas costas. Preciso sentir que há um outro. Preciso senti-lo existindo, respirando perto, pulsando, trocando ideias e experiências. Preciso dessa vizinhança das almas que conversam até mesmo sem nada dizer.

O ritmo lento da normalidade não me empurra, não me anima. Não me agita. Não me faz querer voar para a voragem dos olhares que troco na rua, para os encontros que fazem com que as almas se encaminhem para dentro de si mesmas e se abracem por dentro.

Eu não nasci para o morno. Eu não nasci para a realidade pálida que não se oferece à ousadia. Eu não nasci para os dias parados e sem cores. Eu nasci para pintar. Eu nasci para amar intensamente, de dentro para fora! Por dentro e por fora, sem medo do não e do adeus repentino. O único medo é não avançar quando quero. Não amar quando posso. Quando o coração sinaliza que já não dá para desconversar e mudar a estrada.

Eu nasci para o fogo, para intimidade quente de um cobertor dividido. Para um sorriso que se abre sem procurar motivo. Para o café forte coado no coador de pano. Para o delírio de uma bela canção executada no violino.

Quem é intenso, é delicado, é esvoaçante. Tem renda no pensamento e mania de levitação.

Ser intenso é reconhecer-se em tudo, é colocar borda na alma dos outros. É retirar o tapume dos olhos quando a realidade ameaça a doçura.

Quem é intenso sabe o quanto pode ser considerado estranho por “sentir demais” num mundo de palavras e sentimentos tão mecânicos, onde qualquer demonstração de afeto é confundida com fraqueza.

Fraco é quem não sabe mais sentir. Quem não sabe abraçar com o olhar. Fraco é quem joga a toalha e vive no modo “automático”. Sentindo pouco, guardando emoções para usar depois, estocando sentimento para uma oportunidade especial. Especial é ser intenso. E quem disse que não tem lágrimas?

O coração do intenso não é blindado. Vez ou outra, uma pancada forte o acerta em cheio, e ele, dolorido, reclama, arde, soluça no travesseiro e pede proteção. A tristeza às vezes bate à porta, maltrata, derruba algumas certezas, revira alguns sonhos, esculacha, mas não é capaz de matar a esperança.

A esperança nos intensos é como um membro primordial do corpo, não é possível arrancar. Não se desfaz à toa. A esperança nunca anda só. Quem tem esperança tem artimanha e carta na manga para reerguer o castelo depois da tragédia e ainda sobra disposição para fazer graça.

O grande trunfo do intenso é, sem dúvida, a sua capacidade de não saber disfarçar o que sente. Os sentimentos estão sempre falando alto, se espalhando pelos gestos, orquestrando as ações. O intenso nunca nega o que é. A alma não deixa…"

Esther Chaves

11 de novembro de 2016

11:11 – O dia de salvar o mundo de novo por Gillian MacBeth-Louthan


"Muitos de nós estamos sustentando a luz há tanto tempo, que quase nos esquecemos por que estamos fazendo isto. Já não vemos mais tanta magia na forma física, nem os milagres que enchiam os céus e as terras antigamente.

Já não ouvimos nossos nomes sussurrados pela brisa ou cantado pelos pássaros. Nós, que mantemos a luz eterna, somos a última barricada de cavaleiros, somos os guardiões do cálice sagrado. 

No momento em que o 11:11 eleva sua bela cabeça, nós, mais uma vez, devolvemos à Terra o poder que temos sustentado desde tempos imemoriais. Isto não significa que estamos deixando nosso corpo físico, mas que o “peso/espera” que temos carregado precisa ser distribuído e espalhado por todas as terras. 

O que vem à tona agora é uma leveza de ser, uma leveza de coração – tudo de feio ao qual nos apegamos, interna e externamente, é finalmente libertado.

O que se revela é a Criança de Luz – aquela que cresceu e se tornou séria demais, mas que agora começa a brincar no balanço cósmico.

A criança interior está livre para fazer isto e não tem mais que sustentar o velho paradigma, pois este foi liberado para Terra Gaia, reestruturado em seu conteúdo para atender a todas as suas necessidades de cura.

A entrada para novas experiências se abre para todos que tiverem coragem de entrar. No entanto, será necessário que os puros de coração e puros de intenção atravessem o limiar seguinte.

A magia de outras dimensões substitui a si mesma com imagens holográficas de eventos futuros e resultados futuros, que vivem nas nuvens para sempre.

Neste 11:11, ao nos reunirmos em qualquer lugar sagrado que mantenha a “paz do nosso coração”, nós elevaremos as asas dos nossos corações às alturas, abrindo-as amplamente para que todo o universo as veja. E assim deixaremos que Deus – com D maiúsculo – saiba que somos sérios em nosso propósito e não mais os peões de um jogo celestial. 

Este 11:11 guiará cada um de nós, um por um, em direção a um lugar de milagres e singularidade. Como nas histórias de antigamente, quando as linhas de tempo se empilhavam, possibilitando o acesso a lugares ocultos, o 11:11 torna-se um tiro certeiro para frente e para trás, envolvendo todas as linhas de tempo pelo caminho, permitindo que enxerguemos um longo corredor de futuros prováveis. 

Nós, que temos sustentado a luz como um farol eterno, permanecemos firmemente conscientes das areias movediças à nossa frente; estamos atentos a todas as possibilidades que fluirão através da nossa linhagem humana em direção a uma condição de permanência. 

Olhamos para os céus procurando o que sempre foi verdadeiro, mas agora os céus olham para nós em busca de um sinal.

Enquanto o planeta entra no santuário do 11:11, nós também entramos na quietude e solidão desse espaço com reverência.

Este limiar de tempo, 11:11, é um impacto no tempo reconhecível. O tempo torna-se oscilante por alguns instantes, como uma ponte suspensa que balança com os ventos da mudança em todas as direções simultaneamente. Correções, que são oficialmente baseadas no tempo, nos oferecem uma oportunidade de vislumbrar o que está por trás das cortinas cósmicas. 

Juntem-se a outros, energética e fisicamente, no 11:11.

Reúnam-se em seus lares, nos campos, nas praias, no alto das montanhas…
Reúnam-se no espaço sagrado de sua própria escolha.

Deem-se as mãos, unam seus corações e sua luz. Deixem o Deus do universo saber que nós, como planeta, buscamos a verdade superior em cada nível do nosso ser e DNA, e não nos contentamos com menos! "

Gillian MacBeth-Louthan 
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - http://www.decoracaoacoracao.blog.br
Fonte: www.theQuantumAwakening.com
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@gmail.com

9 de novembro de 2016

Energia. por Alexandra Solnado


"O átomo tem 99,9999% de energia e 0,0000% de matéria. 
Nós somos feitos de átomos, por isso somos feitos de energia. 
E a energia emite ondas. As ondas vibram. A frequência a que cada onda vibra - a quantidade de vezes que a onda vibra - é denominada de frequência vibratória.

Quanto menor a frequência vibratória, isto é, quanto menos uma onda vibrar, menos energia produz e mais densa é. Quanto maior a frequência vibratória, isto é, quanto mais vezes a onda vibrar, mais energia produz, menos densa é, mais alta é. E quando as ondas produzem energia, elas produzem luz. Consequentemente, quanto mais alta a vibração do nosso campo magnético, da nossa dimensão energética, mais luz produzimos, como seres de Luz que somos.

E quais são as "coisas" que ativam uma altíssima frequência vibratória? Antes de tudo, o amor. Sentir o amor. Depois, sentir a gratidão. Todas essas emoções mais altas, mais nobres, promovem uma altíssima frequência vibratória. E como a vida é um eco, se nós vibramos muito alto, nós emanamos energia alta, leve, subtil, consequentemente vamos atrair situações com a mesma frequência vibratória.

É curioso notar que as pessoas conflituosas estão sempre a brigar com alguém, porque a frequência vibratória delas precisa de se alimentar de conflito. Uma altíssima frequência vibratória precisa de se alimentar de amor, por isso não consegue estar em lugares, ou junto de pessoas, que não tenham uma frequência vibratória semelhante.

Uma das formas de mantermos a nossa frequência vibratória alta é, como aprendi um dia:

- Rejeitar a violência em qualquer uma de suas formas.

Às vezes o conflito é-nos apresentado de uma forma extremamente subtil, mas se estivermos sempre a trabalhar a nossa energia, se estivermos sempre a protegê-la, através de pensamentos mais altos, ações mais altas, vamos sentir -nos estranhos perante essa energia de conflito. A densidade não escapa ao detetor energético mais alto.

Tudo o que temos que fazer é rejeitar o conflito dentro de nós, e afastarmo-nos de pessoas que insistam em propor conflito. Qualquer tipo de conflito. Essa é uma forma incrível de manter uma frequência vibratória alta. E quanto mais alta a nossa frequência vibratória, maior o nosso canal, maior a nossa Conexão e mais alto conseguimos subir, para nos encontrarmos com a energia mais alta do Céu.

Sempre à procura da Grande Luz."

Alexandra Solnado
Fonte:mensagemdeluz@alexandrasolnado.com

30 de outubro de 2016

Buscando a Harmonia da Personalidade...



"O ser humano é um “todo integral” e nele encontramos o conceito “holístico” ou “holos”, que vem do grego e significa “tudo”. Pelo fato de ser um todo, é completo como um universo. O ser humano está composto de aspectos espirituais, mentais, emocionais (sentimentos) e físicos. Se observarmos o ser humano de um só ponto de vista teremos uma visão parcial do conhecimento deste.

Podemos aperfeiçoar a personalidade mediante a prática de métodos e técnicas; cada dia irá somando um grau de melhoramento em tudo o que realizamos. Um ato positivo nos transforma em pessoas otimistas, magnéticas e atrativas, com poder de convicção e capazes de transformar o meio no qual vivemos.

Este é um tipo de personalidade diferente que chamamos de tipo “P”, contrária e distinta de todas as que existem tal como a neurótica e outras. Os psicólogos chamam de tipo “A” à pessoa estressada, com alto sentido de competência, ansiosa etc. Estabeleceu-se que tendem à determinadas enfermidades cardiovasculares.

Para transformarmos nossa personalidade (e ter uma vida plena e feliz), faz-se imperioso termos uma visão holística completa do mundo que nos rodeia e de nós mesmos.

A visão holística consiste em compreender que o ser humano é uma entidade muito mais complexa do que se vê aparentemente. Não só deve ser tratado e estudado como um ser físico e mental, senão que também observar toda a sua constituição, desde os planos mais superiores até os mais inferiores. Ou seja, que uma pessoa é muito mais difícil de ser tratada quando não se vê apenas o aparente.

O ser humano é um ser aperfeiçoável e isto quer dizer que podemos mudar. É somente uma ilusão pensar que não podemos fazê-lo. Atualmente existem muitos métodos que nos ajudam a nos renovar, desde nossa parte mental até as ações de tipo mais inferiores.

Existem métodos para autoprogramar a mente subconsciente e a partir daí produzir as mudanças nos planos de nossa personalidade, conseguindo um atuar harmônico e equilibrado em si mesmo e no meio que vivemos. (Pode-se eliminar timidez, insegurança, falta de confiança em si, depressões, enxaquecas, maus hábitos etc.)

Quando se fala que podemos nos desenvolver holisticamente, está se falando precisamente de nos ajudar a obter uma visão global e completa de si mesmo e não parcial e fragmentada como frequentemente se dá, podendo assim avançar rapidamente em um processo evolutivo, que sem dúvida é a meta última de todo ser humano: evoluir."

Fonte: Ordem de Templos Operativos - OTO
Tumblr: http://issarrar-ben-kanaan.tumblr.com/

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...